Busca

                
 
 
Foi aberta nesta segunda-feira (19.08), no Campus Dom Veloso da UCP, a Semana Jurídica 2019 que contará com programação todos os dias até sexta-feira (23.08). Em sua 23ª edição, o evento realizado pelo Centro de Ciências Jurídicas da UCP, por meio dos cursos de graduação e mestrado em Direito,  tem a proposta de proporcionar um ambiente de discussão, reflexão e incentivo de produção científica, capaz de traçar vetores tendentes a acomodar questões relevantes sobre Direito na contemporaneidade. Uma missa também foi realizada, nesta segunda, ocasião em que foi dada uma bênção aos professores do curso de Direito pelo evento acadêmico.



“A Semana Jurídica é um momento de integração acadêmica, dos cursos de graduação e também do mestrado em Direito. Nós buscamos trazer grandes figuras, pessoas que possam contribuir ativamente para a formação do nosso aluno. Teremos ao longo dessa semana discussões sobre temas absolutamente relevantes para o Direito, mas que não necessariamente seriam discutidos no âmbito da sala de aula em razão das suas peculiaridades. Até mesmo pela impossibilidade material de se discutir todas as questões”, observa o coordenador do curso de Direito, Maurício Pires Guedes.

Na abertura, o público conferiu no auditório pela manhã a palestra Culpabilidade penal, com o delegado de Polícia do Estado de Minas Gerais, Gabriel Hillen Albernaz Andrade, que é graduado em Direito pela UCP; e à noite, no Salão Nobre, sobre o tema Megaprocessos criminais, com o advogado criminalista, Diogo Malan.



“Megaprocessos criminais é na verdade uma prática em busca de uma teoria. Eles ocorrem na prática e tem vários casos. Os processos da Lava Jato podem ser considerados megaprocessos. Na palestra de hoje a minha ideia é tentar fazer uma construção teórica sobre esse fenômeno: explicando o que é que são e quais são as características que diferenciam os megaprocessos dos processos originários”, comenta Malan, destacando a importância de abordar o assunto para os estudantes de Direito.

“A principal importância para os estudantes é eles entenderam que existe uma intersecção entre a política criminal e a dogmática do processo penal, e entenderem qual é a fenomenologia do processo penal na pós-modernidade”, completa.

A programação ainda contará com outras palestras; lançamento do livro Direito Financeiro e Direito Tributário, do Prof. Roberto Wagner Lima Nogueira; e ainda o I Simpósio de Estudos Jurídicos.

Rua Benjamin Constant, 213 
Centro - Petrópolis/RJ
24 2244-4000