Busca

            
 
 

Equipe participará mais uma vez do concurso Quem sabe faz ao vivo, no 61º Congresso Brasileiro do Concreto, e de outra disputa no mesmo evento

Congresso acontece entre os dias 15 e 18 de outubro, em Fortaleza, no Ceará


Depois de conquistar o 1º lugar na competição Quem sabe faz ao vivo (QSFV), que acontece no Congresso Brasileiro do Concreto, alunos de Engenharia Civil da Universidade Católica de Petrópolis (UCP) se preparam para participar de mais uma edição do evento e dessa vez também em um segundo concurso, o Concreto Colorido de Alta Resistência (COCAR). Promovido pelo Instituto Brasileiro do Concreto (Ibracon), o evento que está na 61ª edição acontece entre os dias 15 e 18 de outubro, em Fortaleza, no Ceará.

Neste ano, o grupo composto por nove estudantes de Engenharia Civil, entre os 7º e 9º períodos, se dividirá para participar das duas competições. Na QSFV a disputa será entre 28 equipes inscritas que terão que moldar dois corpos de prova cilíndricos, com 10 cm de diâmetro e 20 cm de altura e uma placa com fibras translúcidas usando concreto autoadensável com especificações determinadas no regulamento. O objetivo é avaliar a habilidade dos competidores na dosagem de concretos autoadensáveis coesos e translúcidos com o menor consumo de cimento possível, que apresentem a maior resistência em 24h. Eles terão 60 minutos para cumprir o desafio, como o nome já diz, ao vivo.

Já na nova competição que irão participar, o COCAR, as 46 equipes inscritas terão que moldar um corpo de prova com concreto colorido, com dimensões pré-estabelecidas, que seja capaz de atingir altas resistências no ensaio à compressão axial. O objetivo é testar a habilidade dos competidores na preparação de concretos de pós reativos com alta resistência e coloridos.



Formada pelos estudantes Ana Beatriz Brandão Medina Dolher Souza, Bruno da Rocha Baltar, Laís Rodrigues Silva, Leonardo de Souza Corrêa, Luana Ferreira de Carvalho, Marcella Moreira Dantas Bonforte, Maria Júlia Pessanha Piraciaba, Mariana de Souza Cunha e Matheus Barbosa da Silva, a equipe da UCP tem se dedicado aos testes e ensaios para as provas desde março. O preparo começou com mais antecedência que na competição do ano passado, quando o grupo trabalhou por um período de quatro meses.

“Estamos bastante contentes com o que foi desenvolvido por toda equipe ao longo desse ano. Por serem duas competições nos organizamos ainda melhor e tivemos que nos preparar por todo o ano. Encontramos algumas dificuldades durante a preparação, mas foram superadas com relativa facilidade e estamos preparados para as competições”, afirma a equipe.

Neste ano a equipe cresceu e ganhou ainda mais apoiadores com as empresas Grupo Encopetro, Nova Rocha Concreto e Pedreira, Serraria Petrópolis, Petro Sampa Materiais de Construção, MG Tecnologia na Construção, Pró Imagem Quality, MARC Engenharia e Projetos e SAMFVALE que acreditaram no potencial e trabalho desenvolvido pelo grupo levando o nome de Petrópolis para as competições no principal evento do gênero no país. Otimista, a equipe está ansiosa e espera resultados positivos nas duas competições.

“Vamos com tudo mais uma vez levar o nome da UCP, da nossa instituição para um grande evento nacional e quem sabe, com grande chance de trazermos novamente mais conquistas de Fortaleza. Já somos vitoriosos por todo o trabalho que fizemos até aqui. Isso já nos enriquece como futuros profissionais da Engenharia Civil”, disse o grupo.



Rua Benjamin Constant, 213 
Centro - Petrópolis/RJ
24 2244-4000