Busca

                
 
 
  • Foi publicado no mês de junho o segundo livro do Professor da UCP, Pe. Anderson M. R. Alves. O título do livro é “Ateísmo e Relativismo: é possível conciliar? ” e trata de temas relacionados com a Filosofia, Teologia e educação contemporâneas. O livro contém um prólogo do Prof. Lluis Clavell, presidente da Pontifícia Comissão de Santo Tomás de Aquino até 2015 e ex-reitor da Pontifícia Universidade da Santa Cruz, em Roma.

    Segundo o Professor Lluis Clavell, “o livro oferece uma reflexão desapaixonada e serene sobre dois fenômenos muito presentes em algumas tendências culturais atuais: o ateísmo e o relativismo. Pergunta-se por sua coerência com a lógica, e quais seriam as consequências para a vida do homem em sociedade e para a cultura humana em geral se admitissem ao mesmo tempo ambas as tendências”. 

    Capa do livro Ateísmo e Relativismo: é possível conciliar?

    “De fato, o livro contém sobre a possível conciliação lógica de ateísmo e relativismo e manifesta as consequências desses dois fenômenos para a cultura ocidental e para a identidade das universidades contemporâneas” – Disse o Professor Pe. Anderson M. R. Alves.

    O livro pode ser adquirido, além das diversas livrarias nacionais, pelo site do Instituto Brasileiro de Filosofia e Ciência “Raimundo Lúlio”. 
  • Os professores Rodrigo Grazinoli Garrido e Klever Paulo Leal Filpo, do Mestrado em Direito, participaram do Congresso Internacional Sociology Of Law 2017, realizado pela Unilasalle na cidade de Canoas, RS, entre os dias 01 e 03 de junho.

    A participação dos docentes incluiu a coordenação de um grupo de trabalho sobre o tema "Administração de Conflitos e Segurança Pública" e a comunicação de resultados de suas pesquisas, sob a forma de quatro artigos científicos escritos em co-autoria com outros professores e alunos da pós-graduação e da graduação em direito da UCP.

    Além do grupo de trabalho, o Professor Rodrigo considerou que um dos pontos altos do evento foi a palestra do Professor Boaventura de Souza Santos, Diretor do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, Portugal, com larga e relevante produção no campo das ciências sociais.

    O Professor Klever destacou a interação entre pesquisadores de diferentes nacionalidades (Portugueses, Franceses, Espanhóis, Chilenos, Uruguaios, dentre outras) como um dos pontos altos do evento. "A participação do nosso mestrado nesses eventos internacionais é fundamental neste momento em que temos os olhos postos em uma internacionalização dos programas de mestrado e doutorado", ressaltou o professor. 



    Professor Klever Filpo e Professor Rodrigo Garrido no Congresso.
    Os professores Klever e Rodrigo durante o congresso. 
     

    A viagem dos professores foi viabilizada por recursos obtidos da Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ) pelo Professor Rodrigo, por meio do projeto de sua autoria que foi contemplado no Edital FAPERJ Nº 12/2015 - Apoio Emergencial para os Programas e Cursos de Pós-graduação Stricto Sensu do Estado do Rio de Janeiro – 2015.  
  • Na última segunda-feira, dia 15 de maio, no Campus BA, o Ramo Estudantil do IEEE e a UCP promoveram o III Campeonato de Pontes de Macarrão.
     
    A proposta do evento é promover o trabalho em grupo, noções de liderança, gestão de tempo e recursos, e aplicação na prática de conceitos lecionados na Engenharia, principalmente Civil e Mecânica. É uma atividade extracurricular que cativa muitos alunos e sempre tem uma expectativa grande por parte de todos, por ser o maior evento realizado na Engenharia.

    Construção das Pontes no sábado, dia 13 de maio.

    “O Campeonato de Pontes de Macarrão é um dos desafios mais comentados nos corredores do CEC, já faz parte do calendário de eventos e empolga alunos e ex-alunos que vem prestigiar as atividades organizadas pelo Ramo do IEEE da UCP. O desafio de construir pontes feitas com macarrão, cola e massa epóxi leva os alunos a usar técnicas de construção e cálculos aprendidos nas disciplinas de engenharia, testando não somente os conhecimentos adquiridos, mas também a criatividade em propor soluções para um problema de engenharia. O desafio inicia com a construção da ponte e termina 2 dias depois com o teste de resistência das pontes, acrescentando pesos até que a ponte quebre. Ganha o campeonato a equipe que fizer uma ponte que resista à maior quantidade de peso, e que respeite às regras de construção.” – Explicou o Diretor do Centro de Engenharia e Computação da UCP, professor Fábio Licht.

    O Campeonato deste ano contou com 120 inscritos, divididos em 20 equipes, e centenas de expectadores pelo Campus.
     

     

    Medição das pontes dia 15 de maio no Campus BA.


    A Equipe Alpha foi campeã pela terceira vez consecutiva, suportou 16 kg, 23 kg e 24,750 kg, respectivamente.

    Assim como no ano passado, o patrocínio foi da empresa Barilla, marca italiana de massas, para os macarrões utilizados na construção e mais 30 kg para doações às instituições. Além disso, ocorreu uma campanha de doação com os integrantes do campeonato e foi arrecadado mais 25 kg de macarrões. 
      
    “Nosso intuito é dar parte para a Pastoral e fazermos nossa própria ação beneficente do ramo IEEE. Quero também doar para famílias residentes na comunidade onde fui criado, Bairro da Glória, em Correas.” – Disse o estudante e presidente do IEEE, João Victor Machado Danelon de Almeida. 
  • Na última quinta-feira, dia 23 de março, às 19h, no Campus BA, foi assinado o termo de parceria entre a representação regional do PMI (Chapter Rio de Janeiro) e a Universidade Católica de Petrópolis, por meio de sua Fundação de apoio – Fundação Dom Cintra.
     
    O Chapter PMI-RIO é uma organização sem fins lucrativos. Sua missão é disseminar as metas da maior entidade internacional em Gerenciamento de Projetos, o Project Management Institute. O PMI-RIO desenvolve e encoraja atividades locais que podem contribuir ao crescimento do Gerenciamento de Projetos.
     
    Com a parceria, a UCP e a FDC poderão solicitar o apoio do Chapter PMI Rio para a validação do conteúdo programático e a seleção dos instrutores (preferencialmente profissionais certificados e filiados ao Chapter Rio) para a oferta de cursos de extensão e pós-graduação lato sensu na área de gerenciamento de projetos. Em contrapartida, os cursos da UCP serão divulgados para os associados do Chapter Rio e os alunos destes cursos serão (caso ainda não sejam associados) inscritos no PMI e no Chapter Rio do PMI.  O primeiro curso oferecido será um preparatório para as certificações CAPM e PMP.
     
    O Professor de Gerência de Projetos da UCP e presidente da Fundação Dom Cintra, Paulo Cerqueira, PMP, explica que “a certificação do PMI é reconhecida e exigida mundialmente, além de ser a mais importante para a indústria. A Certificação é uma comprovação de que o profissional possui formação, experiência e competência para conduzir e dirigir projetos”. 
     
    O evento iniciou-se com a palestra realizada pelo Presidente do Chapter Rio, Carlos Augusto Freitas, aos estudantes.
     
    "O evento brindou a parceria UCP - Fundação Dom Cintra junto ao PMI-RJ. Nossa expectativa é, a partir de agora, proporcionar aos nossos alunos eventos, cursos e palestras voltadas ao gerenciamento de projetos, acrescentando habilidades de gestão na sua formação." – Disse o professor de Gerência de Projetos da UCP, Paulo Salles, PMP, PMI-RMP.
     
    Logo após à palestra, o Vice-reitor da UCP, Marcelo Vizani, o Presidente da Fundação Dom Cintra, Paulo Cerqueira e o Presidente do PMI-RJ, Carlos Augusto Freitas, realizaram a assinatura do termo de parceria entre as instituições. 
     
    Para Conrado Alexsander Soares, estudante do Curso de Engenharia Mecânica da UCP e ganhador do sorteio realizado durante o evento, “foi uma palestra bastante esclarecedora, mostrando a origem e as motivações da gerência de projetos. Como é uma área do meu interesse, aprendi bastante quanto ao tipo de profissional que o mercado precisa nesse ramo e o que esperar da carreira. Informações novas como qual a real posição do gerente de projetos e suas responsabilidades foram abordadas de maneira clara, de forma que pude visualizar inclusive no meu dia-a-dia como estagiário na indústria”. Conrado finalizou dizendo que muitos presentes, assim como ele, estão prestes a começarem suas carreiras profissionais e “para quem já trabalhou em corporações, percebe que há uma certa dificuldade para novatos entrarem na área. Nesse sentido, minha pergunta foi sobre o que é necessário para nós iniciantes nos destacarmos e conseguirmos mais chances. A resposta dos palestrantes foi que a capacitação técnica é de extrema importância, mas como podemos ver, a experiência em gestão se passa também pelo contato com as pessoas, e isso é exatamente o que devemos focar e melhorar, o jeito com o qual criamos nossas relações com as pessoas e como aplicamos nossas técnicas de gerência com elas. Para nós do ramo da Engenharia, esses conceitos ficam muito distantes e abstratos ao longo do curso e, como consequência, devemos estudar e nos refinar cada vez mais nesses aspectos se queremos ascender na gerência de projetos”.
     
    “Estive na palestra a respeito da parceria da PMI com a UCP e fiquei muito feliz com tudo que ouvi, por saber que existem meios de se valorizar como profissional em áreas da gestão de projetos com as certificações que são reconhecidas internacionalmente. “ – Disse a estudante do 6° período do Curso de Engenharia de Produção, Marcela Satilho. 
     
    Na foto, Paulo Salles, Professor de Gerência de Projetos da UCP, Paulo Cerqueira, Professor Gerência de Projetos da UCP e Presidente da Fundação Dom Cintra, o Vice-reitor da UCP, Marcelo Vizani, a Pró-reitora de graduação, Regina Máximo, o Presidente do Chapter PMI Rio, Carlos Augusto Freitas e o VP de Operações do PMI, Roberto Pinheiro Paranhos.
  • Alunos de diferentes cursos de graduação marcaram presença no curso de férias “Tópicos de Metodologia da Pesquisa na universidade”, oferecido pelo Curso de Licenciatura em História do CTH e conduzido pelo professor Sergio Gonçalves da Cunha. Entre os temas abordados, discutiu-se conceitos elementares necessários para a produção acadêmica e científica, paradigmas de ciência, correntes epistemológicas dos séculos XX e XXI, tipos de pesquisa e o atual contexto da pesquisa científica nas universidades brasileiras. O curso foi realizado entre os dias 09 e 11 de janeiro, no auditório do Campus BC (Sala 98) das 19h30min às 22h30min.

    “A pesquisa dentro das instituições de ensino superior é algo altamente relevante não somente para a comunidade acadêmica, mas para toda a sociedade, especialmente em países como o Brasil em que grande parte da produção científica se concentra dentro de tais instituições. Muitas demandas sociais podem ser atendidas através de novas descobertas que podem colaborar com políticas públicas mais eficazes” explica o Prof. Sergio. O Professor ainda reforça a opinião de diversos pesquisadores sobre a necessidade de se fortalecer uma cultura científica na sociedade brasileira: “questionamento e curiosidade - características que temos desde crianças - são alguns dos elementos fundamentais para a produção de uma boa pesquisa. Para que essa cultura se fortaleça temos que estimulá-la desde a educação básica com projetos diferenciados nesse sentido. Compartilhar essas ideias com os alunos de graduação - na sua posição de futuros pesquisadores - e especialmente como futuros professores, é algo fundamental”.



    Alunos no Curso de Férias oferecido pelo CTH da UCP.

    No encerramento das atividades, o professor Bruno Tamancoldi, coordenador no curso de História, destacou a importância das Ciências Humanas nesse processo e agradeceu a expressiva participação de todos. Na oportunidade, o docente aproveitou para convidar os presentes para participarem dos próximos cursos de férias oferecidos pela Licenciatura em História neste mês de janeiro.


    Professor da UCP, Bruno Tamancoldi com o professor palestrante, Sergio Gonçalves da Cunha.

    No encerramento das atividades, o professor Bruno Tamancoldi, coordenador no curso de História, destacou a importância das Ciências Humanas nesse processo e agradeceu a expressiva participação de todos. Na oportunidade, o docente aproveitou para convidar os alunos presentes para participarem dos próximos cursos de férias oferecidos pela Licenciatura em História neste mês de janeiro.
  • O Centro de Ciências da Saúde, Curso de Psicologia, através da Coordenação de Estágios Básicos e Profissionais, realizou em dezembro a reunião final dos estudantes estagiários matriculados nas disciplinas de Estágio Supervisionado em Psicologia e Processos Educativos I e II. O evento contou com a participação de 26 estudantes que realizaram o estágio na rede municipal de ensino.

    “Foi um momento rico em que os estudantes puderam compartilhar os conteúdos teóricos aprendidos nesta ênfase curricular, levando para a sociedade petropolitana um trabalho de prevenção e promoção de saúde nas escolas. ” – Disse a professora Mara Carneiro de Souza Noel, Coordenadora Geral de Estágios Básicos e Profissionais da UCP.

    Os estudantes da UCP, através da parceria entre a Universidade Católica de Petrópolis e a Secretaria Municipal de Educação do Município de Petrópolis, realizam a prática supervisionada tendo como responsáveis pela Assessoria de Psicologia Escolar as psicólogas Marta Lyrio, Vanessa Senna e Flávia Teixeira, que os acompanham diretamente em suas práticas.

    Raysa Caetano, estudante do 9° período do Curso de Psicologia da UCP e integrante do estágio supervisionado, relatou que através da vivência desse projeto pode perceber como o ambiente escolar é rico para a Psicologia e para a formação do Psicólogo, "compreendi que a escola é um ambiente de desafios e que é possível o psicólogo atuar como agente de mudanças numa instituição de ensino e na vida dos atores sociais que nela vivem/convivem. Esse estágio me mostrou o quanto é possível contribuir, na medida em que permitimos trocas e respeitamos as experiências e individualidades de cada um. ”


    Da esquerda para direita, Prof. Dr. Júlio Rocha, Flávia Mosser, Sandra Veiga, Caique Leonardo, Julia Medeiros, Julia Afonso, Psicóloga Vanessa Senna, Edna dos Santos, Laura Christ, Profª Ms. Mara Noel, Ramon Bello, Psicóloga Flávia Teixeira, Psicóloga Marta Lyrio e o estudante Airton Siqueira.

    Da esquerda para direita, Prof. Dr. Júlio Rocha, Flávia Mosser, Sandra Veiga, Caique Leonardo, Julia Medeiros, Julia Afonso, Psicóloga Vanessa Senna, Edna dos Santos, Laura Christ, Profª Ms. Mara Noel, Ramon Bello, Psicóloga Flávia Teixeira, Psicóloga Marta Lyrio e o estudante Airton Siqueira.

     Da esquerda para direita, Tatiana Cerqueira, Rayza Caetano, Francyne Andrade, Ana Carolina Gerhardt, Psicóloga Vanessa Senna, tarso Barreto, Psicóloga Flávia Teixeira, Eulilia Rangel, Mirian de Santana, Profª Ms. Mara Noel, Thaisa Medeiros, Rayane de Moura e a Psicóloga Marta Lyrio.

    Da esquerda para direita, Tatiana Cerqueira, Rayza Caetano, Francyne Andrade, Ana Carolina Gerhardt, Psicóloga Vanessa Senna, tarso Barreto, Psicóloga Flávia Teixeira, Eulilia Rangel, Mirian de Santana, Profª Ms. Mara Noel, Thaisa Medeiros, Rayane de Moura e a Psicóloga Marta Lyrio.

     

  • A UCP realizou o II Encontro de Intercambistas nesta quarta-feira, dia 10 de agosto, reunindo os estudantes que retornaram ao Brasil e os que viajarão a partir de setembro, para troca de experiências e orientações.
     
    A advogada e mestranda em Direito, Mônica Baptista Faria, irá para a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa cursar disciplinas que complementem seus conhecimentos em Direitos Humanos e finalizar a dissertação. Além disso, apresentará trabalho acadêmico na Conferência promovida pela Associação Internacional de Juristas Democratas (AIJD) e pela Associação Portuguesa de Juristas Democratas em novembro deste ano. "A Faculdade de Direito de Lisboa possui um centro de estudos luso-brasileiro. Quando entrei para o mestrado, buscava mais embasamento teórico para a minha prática. Lá complementarei minha formação com Ciência Política, para consolidar minha dissertação."
     
    Gabriela Marques está no 10º período de Direito e vai para a Universidade de Lisboa. A estudante já se organizou e tem objetivo claro para aproveitar ao máximo a experiência: "A minha monografia é sobre Direito Internacional e lá há possibilidade de acesso a casos da área de meu trabalho, que envolve também os Direitos Humanos."
     
    Fabiana Guimarães, aluna do 8º período de Arquitetura, retornou da Universidade de Lisboa. "Foi uma experiência gratificante; a maneira de ensino é diferente. Aqui tem muita preocupação com a técnica e lá é mais conceitual, com a beleza: foi um desafio para mim, uma experiência muito enriquecedora! A cultura é muito parecida, os portugueses são muito receptivos. Se você for aberto a fazer amizades, será muito bem recebido pelos portugueses. Os professores são muito solícitos com os alunos intercambistas. Lisboa é um lugar que tem tudo a oferecer e vale muito a pena."
     
    Murilo Raposo retornou após dois anos de estudos na Universidade de Petróleo da China, pelo Programa Ciência sem Fronteiras. O primeiro ano foi de aprendizado do mandarim e o segundo ano, especificamente, de disciplinas do curso de Engenharia de Petróleo. Destacou o aprendizado da língua como o grande diferencial para a carreira: "Eu recomendo muito uma experiência de intercâmbio, pela bagagem do idioma e pelo crescimento pessoal. Sair do país te faz tomar mais iniciativas, lidar com dificuldades. Eu me tornei mais extrovertido com essa experiência."
     
    No total retornaram da experiência de intercâmbio, pela UCP, 8 estudantes dos cursos de Engenharias Civil, Petróleo e Mecânica, Administração, Arquitetura, Direito e mestrado em Educação. Dois estudantes - de Administração e Engenharia Civil - estenderam por mais seis meses o intercâmbio e 9 estudantes dos cursos de Administração, Direito, Engenharias, Arquitetura e mestrado em Direito estão embarcando para Portugal, Chile e Peru. Além disso, a UCP tem intensificado o Programa de Intercâmbio no sentido de receber alunos do exterior. Neste semestre, recebemos dois alunos no Peru para o Curso de Engenharia de Produção.
      
      
    A Universidade Católica de Petrópolis possui o NIICC - Núcleo Internacional de Intercâmbio e Cooperação Científica, que oferece apoio e orientações durante todo o processo de intercâmbio. A Instituição possui convênio com diversas universidades no Chile, Peru, Colômbia, Portugal e Espanha. Saiba mais aqui, pelo telefone 24 2244-4089 ou pelo e-mail intercambio@ucp.br
  • Programação contempla todos os cursos do Centro e inclui palestras, minicursos e visita técnica ao Metrô-Rio

     
    Iniciada durante a noite da última segunda-feira (19), a Semana Científica do Centro de Engenharia e Computação da UCP (Universidade Católica de Petrópolis) conta com intensa programação. Nela estão palestras, minicursos e uma visita técnica ao Metrô-Rio, que será realizada na quarta-feira (21). A semana segue até sexta-feira (23).
     
    A abertura do evento foi celebrada em uma missa solene, presidida pelo reitor da Instituição, padre Pedro Paulo de Carvalho Rosa. “A Semana Científica é muito importante para a formação do aluno. É um momento em que ele tem a oportunidade de ampliar o horizonte e estar em contato com o resultado de pesquisas. Esta aproximação pode, inclusive, despertar no estudante o interesse em aprofundar-se no assunto para o desenvolvimento de um trabalho de conclusão de curso", destacou o reitor. A cerimônia contou ainda com a participação do Coral e Orquestra da UCP, sob regência do maestro Antônio Gastão.
     
    "Visamos proporcionar ao estudante uma vivência do mercado de trabalho, um olhar mais aproximado em relação ao funcionamento das empresas e a aproximação com profissionais das áreas de atuação. Nesse sentido os alunos aprendem, por exemplo, como devem se prepar para determinadas vaga de emprego, recebem informações sobre o salário e ficam ainda mais por dentro das novidades do mercado”, disse o coordenador da semana, professor Fábio Licht.
     
    O Centro de Engenharia e Computação reúne as graduações em Arquitetura e Urbanimo e as Engenharias Civil, de Computação, de Petróleo, de Produção, Elétrica, Mecânica e Mecatrônica. “Buscamos contemplar todos os cursos do Centro com uma programação completa”, contou o professor Fábio Licht. Nela estão palestras como "Começando a carreira: Como se preparar?", "Como se tornar um arquiteto de sucesso?", "Tecnologia e Gestão, com Criatividade e Senso Humanístico", "Segurança em Indústrias de Processos Contínuos" e minicursos como "Sistemas de Automação", "Alvenaria Estrutural" e "A Face Oculta da Natureza - O Mundo Quântico"
     
  • O professor do curso de Engenharia Mecânica da UCP, Ricardo Franciss, apresentou na última segunda-feira (4/11) o trabalho de Iniciação Científica dos alunos de Engenharia de Petróleo da instituição durante o 22º Congresso Internacional de Engenharia Mecânica, em Ribeirão Preto, São Paulo.




    Intitulado “Emission of vortices in circular cylinders with different rugosities”, a apresentação de Franciss inaugurou a sequência de mais de dois mil trabalhos inscritos. Além de expor a produtividade acadêmica de alta qualidade da UCP diante de um cenário internacional, o evento foi também uma oportunidade para estabelecer relacionamento com outras universidades. 
Rua Benjamin Constant, 213 
Centro - Petrópolis/RJ
24 2244-4000